contador

Hits Since February 12, 2007!

Free Hit Counter by Pliner.Net

Tradutor

Seguidores

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Desespero de uma estrela



Sou o sal da terra.
Em mim encerra o tempero.
Ao seu destempero dou o sabor.

Enfeito a casa, sou a flor.
E você me admira...
E pensar em me perder o desespera.

Sou o seu tempero, o sal da sua terra, a flor da sua vida.
Em seu jardim a mais florida, a mais brilhante e sorridente.
Sou o sol quente em seus dias frios.
Sorrio... Já fui seu rio!

Navegou-me como louco.
E, por pouco, quase fez-me naufragar.
Vi feras terríveis nadando nesse mar.
Fiquei assustada! mesmo assim boiei.

Sonhei que era uma estrela.
E em um céu azul me coloquei.
Brilhei tanto...
Para quê, não sei.


Poema meu
( Site da imagem- blogs.jovempan.uol.com.br)

11 comentários:

Jorge Pimenta disse...

"para quê, não sei"
há respostas que só valem a pena no fim da viagem.
beijos!

Anônimo disse...

Fofinha,
muito bonito seu poema.... parabéns de novo!
Beijos e bom fim de semana!!!!!
Ana.

♪ Sil disse...

Fátima,


E que você sempre se sinta essa estrela no céu.
Tenho certeza, que o céu ficaria e ficará muito mais bonito!


Um abraço imenso!

Melanie Brown disse...

Para aprender talvez...

_________/*
C viu lá que lindo?!
ahsahsaasaushauhs
Ele é resposavel pela
Maioria dos meus firmes
Pousos.

Beijosssssss
Querida!!!!!

Carmo disse...

"para quê, não sei"... tudo tem uma razão de ser. Um dia descobrirá o sentido de ser uma estrela brilhante.

Um abraço

Boa semana

Rosinha disse...

Olá amiga adorei o seu poema , se o céu tive-se mais algumas estrelas como a amiga, seria maravilhosamente mais belo ! bom fim de semana Beijinhos !!!

Nilson Barcelli disse...

O brilho é sempre útil... para os outros e até para quem o emite...
Gostei tanto do teu poema. É mesmo muito bom, querida amiga.
Beijos.

tecas disse...

Fatinha, nem sempre temos respostas parar tudo. «para quê, não sei». Sei minha querida que seu poema é excelente.
Parabéns e um bjito amigo

hesseherre disse...

Eu já não te considero uma estrela...para mim, pela tua adoção aos amigos, pela tua amizade, pelo teu carinho, tão evidenciados em teus escritos, és uma constelação, virtual/real que apreciamos no céu de nossas perplexidades. Beijocas, Fá.

Rafeiro Perfumado disse...

Mas cuidado com as super-novas!

Beijoca!

Valter Montani disse...

Olá minha amiga tudo bem?

Estive afastado das atividades do blog por motivos de força maior, mas não poderia deixar de passar aqui para agradecer por seu carinho, visita e comentário. Acredite, são essas atitudes dos amigos que me dão forças para continuar por aqui. bjs saúde e paz!