contador

Hits Since February 12, 2007!

Free Hit Counter by Pliner.Net

Tradutor

Seguidores

segunda-feira, 31 de dezembro de 2007

Brindei


As anoréxicas vacas.
Ao vôo dos cupins alados.
A chuva mansa caindo.

E brindando brinquei.
Sonhando e sorrindo
... Brindei!

Aos erros e acertos.
Aos meus queridos amigos.
Ao céu e estrelas cintilantes.

Brindei
A lucidez e a minha loucura.
E a todos os sonhos errantes.

Olhei pro céu todo nublado.
Cheio de estrelas artificiais.
Fogos cintilados!

Procurei uma estrela entre eles.
Apenas uma!
Misteriosamente oculta.

Nem neste dia, ela, aparece.
Me esquece, nublada se esconde.
Procurá-la, onde?

Bom que a chuva tenha vindo
... E que, tenha me enganado.
O céu permaneceu nublado.

Quem sabe?

Talvez ela, lá, estivesse
E se chuva não houvesse
... Eu vê-la pudesse.

Sorrindo permaneci.
Nada vi, me enganei!
Olhei pro céu e brindei.

Um brinde a você:
" Estrela escondida ".
Contida; apenas um sonho.

5 comentários:

Onaireves Pimpão Sotero disse...

Em meio a tanta doideira que é este blog, sempre encontro poesias bonitas e palavras doces, que redimem a completa loucura da autora.

Anônimo disse...

Didi, Feliz Ano Novo !!! Um brinde a vc, as suas poesias, a sua maluquice que nos alegra!!!! Feliz 2008! Saúde e paz... beijos, Ana.

Gataláxia disse...

Pimpão não é nome de urso?
Polar ou Bipolar?
Não importa!
Um brinde a vocês que estão aqui comigo, que toleram a minha doideira ou maluquice, sandice... que seja!
Obrigada e Feliz 2008
Com carinho da Maraláxia

Rafeiro Perfumado disse...

Então um 2008 cheio de doideira ou maluquice, pois ao menos somos felizes nesse estado! ;)

Hotaskim disse...

Obg pela passagem pelo meu blog, mas o meu blog é o hotaskim e nao aquele esquisito, aliás, vou apagar aquilo.... bjs