contador

Hits Since February 12, 2007!

Free Hit Counter by Pliner.Net

Tradutor

Seguidores

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Dia do amigo


Você não precisava de aparatos
Para enxergar com o coração.
Nem mãos para apertar as minhas.
E se me perguntarem que raça você tinha.
Eu rio.
Para se ter alma é preciso ter cor e raça?
Acho graça nessas coisas.

Você foi a mais pura essência.
Supria carências
com a energia do seu ser.
Você foi puro bem querer.
A amizade mais sincera e verdadeira.
E eu a amei minha querida
Mas não fui para você, em vida,

o que você foi para mim.
Não sei se nos encontraremos um dia.
Você era, muito, especial!
E Seres Especiais vão para um paraíso diferenciado.
Se eu pudesse lhe alcançar...
Gostaria que me tocasse como antigamente.
Nem que fosse, tão somente, para pedir-lhe perdão.
E ao lamber as minhas mãos...
As suas eu lamberia!
Assim, no paraíso eu estaria

Com o mais belo abano.
E, em pleno abandono, eu descansaria em paz.


Perdoe-me Julie querida.
Eu não a esquecerei
... Jamais!
SAUDADES DE VOCÊ

4 comentários:

Mariazita disse...

Minha querida Fátima
Maravilhosa homenagem à que foi, sem dúvida, uma amiga exemplar!
Sabe que os cães são Anjos? São, sim. Eles vêm ao mundo para nos proteger, e, muitas vezes, nós não nos apercebemos e não retribuimos na mesma medida o seu Amor incondicional.
Eu amo o meu cachorro como se de pessoa de família se tratasse.

Gostei muuuuuuuuuuito do seu poema.

Beijinhos com muita ternura e carinho.

Anônimo disse...

Tia, que lindo! Eu tb tive e tenho amigos bichos que amo muito!
Beijos....
Ana.

Melanie Brown disse...

Me apaixonei por Julie também, Ela terá mais uma pessoa pra perdoar!! rs

Bjaum'

Mariazita disse...

Fátima, querida
Fiquei feliz por você gostar das historinhas. Que bom!
Desejo um fim de semana glorioso.

Beijinhos