contador

Hits Since February 12, 2007!

Free Hit Counter by Pliner.Net

Tradutor

Seguidores

quinta-feira, 24 de abril de 2008

Escrito inominado

A vida tem que ser vivida bem, penso que sim!
Os erros, acertos e expectativas são, apenas, nossos.

E, de mais ninguém!
Não atribuo culpas, não gosto de ser culpada!
Falo da amizade como se falasse do bem supremo.
No campo terreno, esta é uma das coisas que valem.
Pra mim, vale e muito!
Em minha vida, eu não lembro de ter havido alguém que pudesse ter recusado a minha amizade e, disto, me orgulho. Quando alguém passa por minha vida, pelo menos de minha parte... fica!
Ficará comigo eternamente, em meu coração.
Não guardo rancores e se alguma coisa houver, tento aproveitar o máximo a experiência. Tenho tentado aprender em minha vida.

Mas, tem coisas que eu não entendo e eu choro e, muito! Não aprendo!
O que eu consegui de bom?
Ontem eu consegui estender a mão e até beijar uma pessoa que, pela primeira e única vez, em minha vida, eu havia jurado que, não iria permitir que fizesse mais nada a mim e, mesmo assim, eu não consegui cumprir o prometido. Eu não poderia mais suportar este tipo de coisa em minha curta passagem. Quem penso ser para julgar ou ter o suposto poder de perdoar? Eu não tenho inimizades com ninguém, não seria esta!
Parece bobagem, mas, ontem, eu apenas quis partilhar mais esta conquista.
Desculpo- me de coisas que eu nem fiz. E, sempre que, leio meu amigo " Friedrich Nietzsche", assusto!

Em " Humano demasiado humano", ele escreve:
" não querer magoar, não querer prejudicar ninguém, pode ser sinal, tanto de um caráter justo, quanto de um caráter medroso ". Pois é, quem eu sou?
Justa?... Medrosa? Sou apenas alguém que pode fazer assustar, escondida atrás do riso e da prosa.
Isto não é insanidade! ...Incapacidade, talvez!
Hoje, deparo-me com a fragilidade, a incapacidade e impotência de meu ser. Frágil e inútil ser!

Tento proteger-me de quê?
Para quê ser tão honesta e vestir-me, sempre, de boazinha?
Em minha vida, este foi o meu aprender.
Ganhei com isso, a ponto de, também perder.
Ganhei e perdi ontem!
Parece bobagem... Mas,ontem, eu quis partilhar esta conquista e, talvez, tenha querido demais ou projetado, como sempre, meus quereres além, a mais!
Restam lágrimas, mais nada! Mais ninguém!
... E o dia que poderia ser iluminado, ficou triste, apagado! Choro... choro a incapacidade de meu ser.
Desculpem-me, sou isto!
Mais nada!

3 comentários:

Anônimo disse...

Voce é isto?Diz ser "isto"?Voce é "ISTO" e muito mais,vc é nossa amiga gente.MP

Anônimo disse...

Didi, vc é inexplicavelmente GRANDE ... seu coração não cabe neste mundo! Orgulhe-se disto e mais nada! Beijos...........

Gataláxia disse...

Está vendo? ...Se sou tão " Grande " assim e se meu coração não cabe neste mundo, devo ser mesmo, algo de outro mundo.
Um beijo e até.