contador

Hits Since February 12, 2007!

Free Hit Counter by Pliner.Net

Tradutor

Seguidores

sexta-feira, 7 de março de 2008

O caçador de pipas

Quem já leu o caçador de pipas de Khaled Hosseini sabe o quanto é bom.
Bom para pensarmos sobre a vida no Afeganistão.
Duas crianças: Amir e Hassan, um relacionamento envolvente do começo ao fim. Comovente!
O filme está aí para quem quiser assisti-lo. Mas, o livro é bem melhor, mais completo.
Gostei da definição de pecado, de acordo com baba, pai de Amir.
Quando ele diz que, só existe um pecado. Apenas um!
Esse pecado é o de roubar.

Qualquer outro pecado é apenas uma variante do roubo.
- Quando você mata um homem, está roubando uma vida.
- Está roubando da esposa o direito de ter um marido.
- Roubando dos filhos, o direito de ter pai.

- Quando mente, está roubando de alguém o direito de saber a verdade.
- Quando trapaceia, está roubando o direito à justiça.
-Não há ato mais infame do que roubar, ele diz a Amir.
Um homem não se apropria do que não é seu, seja uma vida ou uma fatia de naan...

Definiu o pecado de uma forma que, impressionou-me e muito!
Realmente o roubar engloba tudo.
Leiam o livro e aproveitem para chorar, caso queiram!
Assistindo o filme não esqueçam, além da pipoca, levem o lencinho de papel. Para as mulheres, aviso importante:
-Sem maquiagem, por favor!
Porque vai borrar!

2 comentários:

Anônimo disse...

Didi, tb amei o livro. Bom para pensarmos nas relações que mantemos na nossa vida. O outro livro dele (A Cidade do Sol) é melhor ainda. Chorei muito!!!!!!Leia e me conte depois o que achou. Beijocas, saudades mil, Ana.

Ana Carolina disse...

mom, a senhora viu o filme e nem me falou?