contador

Hits Since February 12, 2007!

Free Hit Counter by Pliner.Net

Tradutor

Seguidores

sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Ao meu pai


Sêneca dizia:
" Viver é aprender a morrer ".
E a não estóica Fátima diria:
Viver é não morrer você.
Sabe por quê?
Eu era pequena, nem me viu crescer.
Nem sabia que a sua profissão, eu escolheria.
E durante o tempo que eu mais precisei.
Eu procurei, procurei você!
Era como se sua alma pairasse em algum lugar.
Em você eu queria me espelhar.
Tantas vezes, eu olhei para o céu tentando lhe encontrar.
E tantas vezes, eu tive a sensação de ao meu lado estar.
Quantos anos?
E em meu coração, ainda hoje, tem o seu lugar.


Descanse em paz pai.
Se puder me sentir... um beijo e até um dia.
A última vez que o beijei foi em 31 de julho, de um ano muito distante.

5 comentários:

Anônimo disse...

Que lindo, tia........ creia do fundo do seu coração que ele descansa em paz e que está sempre com vc em pensamento!!!!!!!!!!
Beijos, Ana.

Gataláxia disse...

Quero crer!
Feliz dia dos pais aos pais daí, principalmente ao seu pai que, também, é um pouco meu(nosso papi). Com meu carinho e eterno agradecimento.

Anônimo disse...

Bela homenagem a seu pai, o que mostra o quanto vc é sensível e boa.
Maria das Graças

hesseherre disse...

Que lindo, ppte para quem não tem mais seu pai e sua mãe...Sensibilidade é este pedaço do carater da gente que subsiste aos pecados, ás falhas,`as nossas imperfeições do dia a dia....grande beijo, Fátima.

Gataláxia disse...

Obrigada, volte sempre!