contador

Hits Since February 12, 2007!

Free Hit Counter by Pliner.Net

Tradutor

Seguidores

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Soneto triste

Ainda me entristeço ao sentir sua tristeza.
Rouba a beleza, cala o meu canto.
O seu desencanto me desencanta,
me desestrutura.

Sou frágil criatura
E a chuva, lá fora, colabora.
Como se chorasse, você,
indo embora.

Ainda que um dia tudo se finde
E Deus me conceda a graça de vê-lo feliz,
ficará uma cicatriz, marcada em meu peito.

Questione! se houver direito.
Saberá quanto foi amado.
E o amor, que deveria ser celebrado, verá desfeito.

8 comentários:

hesseherre disse...

Fá, agora está lindo, lindo...
Procure manter esta linha e o formato antigo de soneto que eram 4/4/3/3 as frases com a mesma ou quase extensão e as rimas...ah! as rimas quão importantes... um beijo
Sergio

Fátima disse...

Meu amigo Hesseherre

Mais importante que a rima,
que os versos,
são os reversos desta rima.

Farei o inverso neste soneto.
Com os meus quartetos
de baixo para cima.

Quatorze versos!
De tristes rimas.
Em dois tercetos
E dois quartetos.

Desarrumado soneto,
de irregular extensão,
como a morte de um amor
... Solidão.


Obrigada
Com carinho
Fátima

Costurando-Marias disse...

Grata pelas palavras gentis!
Estarei sempre por aqui...
Beijos,
Soninha

Fátima disse...

Soninha,obrigada!
E por falar em COSTURANDO- Marias, leiam " O TEMPO ENTRE COSTURAS " de María Dueñas, muy bueno.
Com carinho, obrigada a todos.
Fátima

Luís Coelho disse...

Venho agradecer a sua visita e o comentário na Noite em «lidacoelho
»
Esta foi uma oportunidade para ler e conhecer a sua poesia. Foi um presente que chegou de madrugada.

A vida tem destas situações e cada um cantará conforme as vive em seu interior. Existem marcas que mostram as dores da alma.

tecas disse...

Soneto triste e belíssimo. Quem disser que na tristeza não existe beleza engana-se. Este poema é soberbo.
Uma vénia, querida Fatinha.
Bjitos meus e bom fim de semana

hesseherre disse...

Então estou esperando a tua
des-Solidão....que ela venha rápido, e chegue com os ecos das risadas cristalinas que soltavas enquanto o porco tremia na mesa...
bejos sin sangre.

M. Sueli Gallacci disse...

Amigos queridos!

Perdoem-me por postar o mesmo texto de agradecimento a todos. Gostaria imensamente de abrir meu coração e escrever para cada um de vocês individualmente, mas o meu tempo é curto.

Em meu nome, em nome da minha filha e de toda a minha família MUITO OBRIGADA!

Obrigada pelo apoio, pelas orações, pelas palavras de carinho e esperança, enfim, obrigada por estarem comigo nesse momento. Isso tem feito toda a diferença para eu manter meu equilíbrio emocional e a minha serenidade.

Minha filha tem apresentado melhoras no quadro clínico, talvez saia da crise para continuar na espera do transplante com certa tranqüilidade. Graças a Deus!!!

A vocês dedico todo o meu carinho e minha gratidão!

Um beijo enorme, e que Deus zele por cada um de vocês.
Sueli Gallacci