contador

Hits Since February 12, 2007!

Free Hit Counter by Pliner.Net

Tradutor

Seguidores

domingo, 2 de novembro de 2008

Dia de finados




Restos mortais descansam
Onde vivos não cansam de, tanto, perturbar.
Constroem verdadeiros monumentos.
Enfeitam e, quase, incendeiam.
De, tanta, vela queimar.

Não quero velas, nem nada!
Eu quero sossego nessa morada.
Caso queiram, flores podem plantar.
Em um jardim de paz eu quero estar.

E nem precisa muita reza!
Um ser que se preza, nessa terra, planta.
E, quando parte, com Jesus descansa.
Na alegria que a colheita, no paraíso, traz.
E em plenitude, com Ele, vive

Em um reino de glória e paz.

3 comentários:

Anônimo disse...

E o que te garante que é assim ? Alguém mandou email confirmando essas suspeitas que se transmutaram em certezas ? E se do pó realmente vieste e ao pó voltares, e nada mais que pó restar, nem cá e nem lá ?
Ai que chato que estou sendo, embaçando a onírica visão Maralaxiana do que está por vir, e da qual ninguém escapará !!

Gataláxia disse...

Ficarei no pó! E em plena alucinação, eu viverei a mais louca viagem. RF

Anônimo disse...

Didi, concordo com vc.... só um jardinzinho em volta tá bom, né? E rezar tb faz bem, é o nosso pensamento que chega a quem já partiu! Um dia todos iremos mesmo... resta plantar o bem e o amor!Beijos!