contador

Hits Since February 12, 2007!

Free Hit Counter by Pliner.Net

Tradutor

Seguidores

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Quando eu morrer

Sorrio!
Sorrio por tudo e choro por nada.
E se choro e rio, as vezes, sou censurada.

Escancarada, doida varrida!
E se viver pela vida é seriedade...
Meu Deus, que palhaçada é essa falsa verdade!

Vi seres sérios escondidos.
Vi seres polidos safados.
Descobri segredos terríveis guardados.

Rio pela vida afora.
E quando eu for embora...
Quero que falem e riem de mim.


E, sendo assim, eu quero flores. Muitas delas!
Que toquem, do nosso Brasil, a aquarela.
E que me levem a cova escura,
balançando com ternura.

E sobre a minha sepultura...
Quero que escrevam bem grande:
AQUI JAZ UMA LOUCURA.

Um comentário:

Leonardo Dognani disse...

olá Fátima!
^^
agradeço os elogios e saiba que também achei bom o seu espaço^^
Diferente os estilos, mas ambos são arte de bom grado^^

Sorriremos sempre, e quando formos chorar ninguém ha de nos censurar^^

bjos^^