contador

Hits Since February 12, 2007!

Free Hit Counter by Pliner.Net

Tradutor

Seguidores

segunda-feira, 3 de maio de 2010

O homem lobo do homem

Se um ser vive isolado
E em luta permanente.
Se o que o coração sente.
Freud explica...
Tudo, então, justifica
o medo.

O medo tem um nome:
O homem lobo do homem!
E se armaram...
E de medo se cercaram.

Uma vida incerta, sem garantias.
Trabalho?
Para muitos a incerteza de um emprego!
Impostos mais que pagos!
Os compromissos assumidos.

Até que filhos estejam crescidos
Trabalhar, conquistar.
Manter e conservar.

E foi assim que a menina em festa.
Que vivia apreciando a natureza
Exibindo a beleza de uma felicidade original
Percebeu que contrato social e luta
ela desconhecia.

Expressava alegria por gestos.
Impulsividade e afeto.
Por todos os cantos!

Foi tal o desencanto...
Que a menina generosa e benevolente.
Passou do estado de bom selvagem inocente.
A de humano preocupado.
Jurou que ia proteger o que, para ela, era mais sagrado:
Sua cria!

Sua alegria ficou inserena.
Seu jeito mais desconfiado.
E o que ela determinou como sagrado...
Para sempre
Sagrado!

6 comentários:

Henrique Pedro disse...

"Homo hominis lupus", diziam os nossos ancestrais romanos.
O meu aplauso.

Bj

Melanie Brown disse...

... E nasce. E cresce, um ser humano com novos medos, e novas justificativas...!!

Adorei ti ver lá!!
Um Enorme beijoooo'

Nilson Barcelli disse...

Há tanta coisa que nos provoca o desencanto e até o medo, que isso por vezes nos leva a aumentar o nosso instinto de defesa, para nós próprios e para os "nossos".
Belíssimo poema/reflexão, querida amiga. Gostei imenso.
Beijo.

hesseherre disse...

Parece-me que v. perdeu algo ou mais, alguém, que fez com que v. se tornasse menos exuberante correndo pelo gramado com um sorvete e um chapéu de palha...
Não deixe que te levem teus trajes de vida, teu espírito tem frio....
Devolve-nos aquela sereiinha máluca e saborosa...a vida é uma só (de cada vez)

(Apollo_onze) disse...

Alguém disse um dia(não me lembro quem) "Que a vida é um encanto enquanto que, o desencanto à vida não acontece." E seu texto é um exímio exemplo disso, o que nos vale é o desencanto nem sempre perdurar daí temos que nunca perder a esperança outros encantos tem sem duvida para nos dar.

Obrigado pela sua sempre bem-vinda visita ao meu "cantinho" e pelo seu tão amável comentário minha querida amiga Fátima.

Mil poéticos beijinhos de enorme admiração pela sua pessoa e trabalho literário.

(Apollo_onze) disse...

Queria dizer:
o que nos vale é o desencanto nem sempre perdurar daí temos que nunca perder a esperança por outros encantos que a vida tem sem duvida para nos dar.
(Desculpe foi culpa do sono rsrsr)