contador

Hits Since February 12, 2007!

Free Hit Counter by Pliner.Net

Tradutor

Seguidores

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Estilhaços de mim

Reclamo o sono que não vem.
Reclamo coisas que não fazem bem
de pensar.
Pedaços esparsos.
Estilhaços de mim
Perdidos por aí
Tentando o encontro.
Faço contas... Muitas contas!
Perco a conta do que eu perdi.
Dói o peito, de forma tão intensa,
que não compensa a mágoa, o rancor.
Com o descaso
com a minha súplica
Hoje, minha dor.

7 comentários:

Melanie Brown disse...

Poxa vida... Livra-te logo disso querida, :-( ou use este peso para escrever, pois além de voce saber fazer isso muito bem, alivia muitas dores...

Tu não lembra de minha Rainha??! Naquela foto Ela se fez borboleta, poia foi dia de festa na escola de minha sobrinha Ivyna, é a causadora de minha maior saudades atualmente.

Pena disse...

Estimada Poetiza Amiga:
os seus estilhaços de poesia são "explosões" extraordinárias dos seus sentir e ser.
Aqui mora o encanto.
Há uma entrega nas palavras.
Perfeita.
Uma sensibilidade sublime e divinal.
Beijinhos amigos agradecidos pela sua visita que adorei.
Dou-lhe os meus sinceros parabéns pela forma maravilhosa como escreve.
Com respeito.
Sempre a considerá-la.
MUITO OBRIGADO pela sua amizade pura.
Sempre a admirá-la

pena

Notável.
Bem-Haja, preciosa amiga.
Adorei.

Anônimo disse...

Tia,
triste esse! Mas mesmo assim, há beleza nele!
E a senha? Alguma outra pista?????
Morri de rir dessa história com a minha mãe! KKKKKKKKKKKKKKKKK
Beijos, bom fim de semana!
Saudades de vcs!!!!!!!
Ana.
P.S.:tô pensando em ir a todos os eventos da Lê com a minha mãe. Será que dá?

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

Menina!!! A melhor coisa que me aconteceu esta semana foi teu comentário-poema lindo, me deixou feliz, muito feliz e contente comigo e com vc beijos mil e amor sempre

Cris de Souza disse...

Belo!

Esses estilhaços são sonoros, atravessam o seio, sem a menor cerimônia.

Beijo, Fátima.

Jorge Pimenta disse...

deambulações em torno de suspiros, desabafos e gemidos. poesia com pele de vida.
um beijinho, fátima!

Nilson Barcelli disse...

Mas vale a pena aprender a ser feliz com o que se tem.
Ainda que não se perca o sentido de querer mais e melhor...
Em qualquer caso, gostei do poema. Magnífico.
Querida amiga, boa semana.
Um beijo.