contador

Hits Since February 12, 2007!

Free Hit Counter by Pliner.Net

Tradutor

Seguidores

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

Febre

A elevação da temperatura corporal parecia diferente.
Não compatível com o habitual
Era um calor intenso, um suador e um frio imenso.
Dores musculares!
Embora fizesse calor, este suor não provinha do tempo.
Mesmo assim, não poderia haver lamento
Sabia que a febre era um alerta, algo protetor.
Era preciso correr e avaliar os sintomas.
Algo não estava bem em mim.
E foi assim que passei a noite e a madrugada.
Tentei e... nada!
Meu rosto vermelho e ao olhar-me no espelho...
Vi que embora não estivesse bem
Eu estava bonita, vermelha como ninguém!
Parei para apreciar e vi o meu olhar expressivo e arregalado
Desfeito em olhos caídos, em calor, esmiuçados.
Deles, uma lágrima suplantava.
O lábio, de um ardor intenso, me queimava.
Toquei meu corpo, tentei apressar meus passos.
Parei e, sozinha, fiquei.

2 comentários:

Anônimo disse...

Didi, o que aconteceu? Gripe? E vc estava sozinha... tadinha!!!!!!!
Beijos, saudades, Ana.

Gataláxia disse...

Frescura minha.Eu sou forte!Bjs