contador

Hits Since February 12, 2007!

Free Hit Counter by Pliner.Net

Tradutor

Seguidores

sábado, 16 de abril de 2011

Um escultor para uma pedra rosa

Imagino-o de cabelos anelados,
de dentes bem cuidados,
lábios superiores finos
e enormes olheiras assombreadas.

Pelas noites, acordada, a insônia eu percebo.
Vejo dedos finos manuseando um pincel
e imagino mãos fortes cinzelando...
Lapidando pedra bruta!

Imagino, do escultor, a sua luta interna.
Imagino as cores que o seu ser hiberna.
Imagino a cor da sua alma!

Imagino a calma do dedilhar blues ao violão.
E sinto a grandeza do coração em forma musicada.
E por suaves notas eu sou tocada.

8 comentários:

C. disse...

Pedra rosa é uma bela antítese, mas até daí creio surjam coisas boas, e de fato, olha esse soneto!

Bom fim de semana,
e uma flor paa você também!



Cris

M. disse...

E tuas fazes esculturas com palavras e de palavras.

Que os vossos desejos se toquem:)

Nilson Barcelli disse...

A tua imaginação (inspiração ou criatividade poética) é enorme.
Este poema/soneto é magnífico.
E só se sente tocado quem sabe ouvir e olhar...
Querida amiga Rosa de F+atima, tem uma boa semana.
Beijos.

Miguel disse...

Bela poesia, que muitas coisas boas possam nos tocar minha cara. Até logo mais.

hesseherre disse...

Minha rosa tem gorjeios
onde canta o espantar...
procuro entre teus seios
um coração a declamar:

Não há ó gente oh não
coisa mais linda de achar
do que a revelação
deste teu lindo poetar...

Pois coisa mais linda não há!...

Anônimo disse...

Ambos escultores
de rostos
Moduladores
de sorrisos
já gastos

E
como Fènix
renascida
surge
a obra de arte
bela
e de sorriso
franco

Todo(a) escultor(a) é também um(a)
poeta (isa)

Parabéns, Rosa de Fátima

Roberto disse...

Hola Fátima, me tocó el alma, estaba
trabajando en una escultura cuando paré un rato y decidí leer tu blog.

Un saludo cordial

Fátima disse...

Mas é gozador esse Dr. Sérgio!
Enfim, obrigada pela visita.
Obrigada a todos vcs!
Sempre com o meu carinho

rosa de Fátima