contador

Hits Since February 12, 2007!

Free Hit Counter by Pliner.Net

Tradutor

Seguidores

sábado, 14 de julho de 2007

Meu jardim, meu jardineiro












" Volto ao jardim...
Com a certeza de que não vou chorar."
Volto para dizer que voltei para ficar.
Aliás, nunca saí deste florido lugar.

Você foi meu único jardineiro.
Com defeitos, nunca quis lhe dispensar.
Fui plantada como rosa,
para no mesmo jardim perpetuar.

Com os Colibris me identifiquei.
Ao vê-los, pólen transportar.
Um deles eu me tornei,
ao começar me machucar.

De batimentos cardíacos acelerados,
comecei a pairar no ar.
E pelas madrugadas, a néctar procurar.
Perdi muita energia e não pude descansar.

Voei alto em imaginários jardins
e outras flores eu tentei beijar.
Mas, como Colibri...
voei e revoei para cá.

Não pairei em jardim cuidado,
nem mesmo para borboletear.
Nasci rosa, virei beija- flor,
só por lhe amar.

2 comentários:

Anônimo disse...

Anônimo disse...
Esse jardineiro e um santo. A ultima que ele me contou sua eu nao posso contar aqui mas eu quase morri de rir. Ontem saimos e o Lipe contou na mesa a sua proeza. beijos... Ana.

Gataláxia disse...

Era uma vez um santo jardineiro, filho de uma terrível e insensível mulher, que por um motivo qualquer, teve filhos ainda bons, que com muito esforço, tentam cultivar flores em seus jardins.
Ou então, as flores deles são de fácil trato, não sei.
É isso aí menina, você bem sabe.
Bjs
Uma flor que quase adoeceu neste jardim.
Uma Rosa pra vc.