contador

Hits Since February 12, 2007!

Free Hit Counter by Pliner.Net

Tradutor

Seguidores

segunda-feira, 3 de setembro de 2007

Sua voz

A sua voz...
Eu não sei que timbre tem.
Se rouca ou cristalina.
Se áspera ou suave.
Se aguda ou grave.
Se cálida também.

Cega eu tateei e vi seu rosto.
Insípida, eu senti o seu gosto.
Surda, a sua voz, agora, eu ouço.
Neste silencio...
Ela soa grave, rouca e forte.
Fria... como a morte!

3 comentários:

Anônimo disse...

Ai Fatema, a sua voz eu sei que timbre tem.

Anônimo disse...

Ai...como será a voz dela, heim?
Assinatura

Henrique Pedro disse...

Um exercísio poético belo e criativo. O amor virtual induz estas coisas bonitas e aparoxima-nos dos anjos.

Aplaudo

beijinho