contador

Hits Since February 12, 2007!

Free Hit Counter by Pliner.Net

Tradutor

Seguidores

terça-feira, 22 de maio de 2007

Meu horizonte

Ninguém sabe o que vai à alma.
O que ela clama ou o que a acalma.
E o que a faz calar, no muito falar!
Ninguém sabe o que acontece...
Quando o dia termina e triste anoitece.
E a noite mal dormida amanhece.
Ninguém sabe!
E silencia-nos a idade.
Assim como dorme esta cidade.
É o meu horizonte...Triste horizonte!
Corre o rio... Jorra a fonte!
Corre em meu rosto lágrimas.
Molhando minha fronte.
Minha alma calada... Angustiante!
Cautela seria? Talvez sapiência...
Que a inocência não fez enxergar.
E ao meio dia da vida faz calar!
Silêncio... Minha alma anoitece.
E o meu horizonte... Triste amanhece!

3 comentários:

Anônimo disse...

Esse foi triste demais... o que vc tava fazendo acordada as 3 da manha?????Credo, tia, que horror... esse nem combinou com vc, achei muito triste mesmo. Ana.

Gataláxia disse...

Já passou... Sou Maralobisomem! Não sabia não?
Sou um arco-íris...Tenho todas as cores! A madrugada é cinzenta e triste quando perde-se o encanto.
E vem o pranto, e faz-se breve!
E quando acordo... sou brisa leve.
Um beijo!

Anônimo disse...

Gosto de blogues. O seu é um dos meus favoritos, e me acostumei a vir aqui, senão diariamente, pelo menos 3 ou 4 vezes por semana. Eventualmente, me surpreendo com escritos de extrema qualidade e elevada sensibilidade, como este "MEU HORIZONTE". Percebe-se, porém, que a qualidade de seus textos está relacionada ao seu estado de espírito. Você escreve melhor, infelizmente, quando está triste !! Deverei pois, querer-lhe permanentes tristezas ou agruras na alma unicamente para meu deleite pessoal? Pq o assum preto canta "mió" quando tá "cego dos oio"?