contador

Hits Since February 12, 2007!

Free Hit Counter by Pliner.Net

Tradutor

Seguidores

quinta-feira, 22 de março de 2007

Frágeis seres.

Já perceberam?
Que existe em nós dois seres?
Um que inconscientemente quer e nega, e outro que prega.
Um que quer agir e outro que só faz reprimir.
Um que quer ficar, e outro que quer fugir.
Um que anseia em gritar, e outro que faz calar.
Seres conflitantes em um mesmo “ser pensante”.
Somos todos iguais. Nada anormal.
Anseios! Conflitos apenas.
Seres sonhadores, e pensantes.
Este pensar às vezes incomoda e atordoa.
Este pensar que incessantemente nos povoa.
Povoa nossa alma e por muitas vezes desacalma.
Pensares... Pra que pensar tanto assim?
Viver em nome de um passado aprendido. E em nome de um “futuro arrependido”.
Agonizar o presente e estragar o futuro.
É a vida dos pensantes. Errantes!
O pior que assim nós vivemos, e assim pregamos.
E acreditamos que, se agirmos assim, estará a salvo o nosso futuro.
“Futuro de mágoas e desenganos”.
Coragem que falta, a nós, frágeis seres.
Humanos!
Em nome do passado e em nome do futuro, vivemos o presente obscuro.
Fomentamos aparentes virtudes, perfeição. E nos tornamos pura aberração.
Humanos medíocres. Seres inferiores em atitudes verdadeiras.
Falta coragem! Assusta-nos... Mas, é isso!
Quantas e quantas vezes em nossas escolhas nos acovardamos.
Escolhas!
Ovelhas e lobos, que nos habitam. Um que uiva e quer, e outro que nega.
E pensar que a parte ovelha, a maioria das vezes domina.
Não é estranho?
Abafa o nosso lobo. Como?
É algo pra estarrecer. É algo pra “enlouquecer”.
E diz-se que ovelhas não coabitam com lobos. Não só coabitam como mudam de posição.
Veste-se o lobo.
E a vida passando, e os conflitantes seres em nós habitando... Brigando!
Que coisa incrível!
Que coisa horrível!
Incrível... E quando, realmente nos olhamos, observarmos que, venceu a parte mais branda, a mais frágil.
Não é estranho? Abafamos o lobo. E em nome do “bem social”, liberamos a ovelha.
E nossos uivantes lobos ficam abafados em nosso interior.
Que pena!
Contrariamos a ordem natural das coisas. Da vida!
Poderosos seres, onde quem vence é o mais fraco.
Frágeis seres... Frágeis humanos!

2 comentários:

Anônimo disse...

A maturidade, minha amiga, nos prega estas peças. O auto conhecimento nos apresenta a realidade com cores mais fortes do que realmente são. Por outro lado, a maturidade nos faz entender o verdadeiro significado do "LIVRE ARBÍTRIO". Nada pode ser creditado ao destino ou a predestinações. Balela.
O lobo e a ovelha, coabitam mesmo dentro de nós. Qual vai ser o dominante? Nós decidimos. "LIVRE ARBÍTRIO" apenas. Conveniências, tão somente. Veja o que vc escreveu: "...Quantas e quantas vezes em nossas escolhas nos acovardamos.
Escolhas!..." LIVRE ARBÍTRIO !!
É isso que nos diferencia de uma nau sem rumo. Nós podemos ser o que quisermos, inclusive....lobos. Ou...uma ovelha menos acovardada...O homem é que decide o seu destino, e não crer nisso, é se acovardar e creditar o resto, aos azares existenciais.
Confesso. Tenho demorado a assimilar esse conceito. Fui "adestrado" na arte da paciência e de ovelha eu me visto hoje ainda. Nada contra balidos. Mas uivos tb não me são adequados. Acho que vou escolher aqui no guarda roupa, um modelito de ovelha, mas com caninos salientes. Existe ovelha carnívora?

Gataláxia disse...

Livre arbítrio, meu amigo(a).
Tem-se ovelha carnívora? Claro!
São as "negras", não são?
Devem ser... Não sei.
Sejamos, pois, "ovelhas negras".
Quem sabe?