contador

Hits Since February 12, 2007!

Free Hit Counter by Pliner.Net

Tradutor

Seguidores

sexta-feira, 16 de março de 2007

Meu orgulho.


Se orgulho for pecado.
É mais um que eu carrego. Não nego!
Orgulho de onde ter nascido.
E com as santas tias ter vivido.
Ontem ao olhar a tia Linda.
E ao vê-la pela casa caminhar.
Inquieta com tantas dores
Vontade de as suprimir.
Fazê-las todas, sumir.
Que pecado!
Saber que somos parte desta dor.
Somos frutos desta doação, deste amor.
Câimbras, tantas!
O médico diz a causa não saber.
E precisa dizer? Eu sei!
Contrações independentes da vontade.
Com esta idade... Que pena!
Espasmos de dor. Um horror!
Estes dias; todas estas dores eu vivi. Eu vi!
Se eu pudesse... Não a deixaria sofrer.
Eu só quero o seu bem querer.
Fico olhando-a com ternura.
Sorvendo sua bondade e doçura.
Seu doce e meigo olhar.
A sua dificuldade pra caminhar.
Suas mãos disformes... E olho a minha.
A dela também já fora macia um dia.
Antes do nosso nascimento.
Mas por nós renunciou a sonhos.
Até a um casamento.
Sou parte desta dor.
Sou parte desta história de amor.
Como não me sensibilizar e por ela não chorar?
Ontem chorei... E chorei.
Meu Deus, não permita que ela vá.
Espere mais uns minutinhos.
E que sejam eternos.
Eu ainda as preciso tanto.
É ao lado delas que ainda me encontro.
É lá que está meu real canto.
Sublime sua dor, sublime foi este amor.
Ela nos fez realizar sonhos.
Não poderíamos estar aqui.
Não conseguiríamos de lá sair.
Com todo o empenho de meus pais.
E mesmo nós sendo legais...Não!
Não conseguiríamos.
Ninguém triunfa sozinho.
Elas nos permitiram caminhos.
As duas! Como esquecê-las?
Como não querê-las?
Ou à suas dores ficar indiferente?
Desta dor da tia Linda fazer-me ausente?
Somos filhos deste amor. Somos parte desta dor.
Olho aquele olhar de bondade.
Sua história de vida sem maldade.
Olho aquele espasmo dorido.
Aquele rosto querido.
Aqueles passos... Aqueles cansados traços.
Aquele doce olhar... Aquelas mãos!
E te peço perdão.
Por ser causa também desta sua dor.
Trabalhou tanto, por puro amor.
E hoje te agradeço...
Por ter as minhas mãos abençoadas.
Por poder meu trabalho exercer.
Por muitos lugares poder conhecer.
Por ter ajudado a mim e a meus irmãos.
Por ter nos dado caminhos.
Não triunfaríamos sozinhos.
Obrigado tia, e perdoe-nos.
Somos causa sim desta sua dor.
Por que somos frutos deste seu amor.
Nada igual, nada!
Parabéns tia Linda pelo seu aniversário.
Celebro a sua vida.
A mais linda personagem.
Gostaria de ser santa, ter nascido a sua imagem.
Celebro a sua e a minha vida.
Por aí eu ter nascido.
E com vocês eu ter vivido.
Meu orgulho, minha vida!
Se orgulho for pecado... Não nego!
Este orgulho eu carrego.
Por todo o sempre.
Eternamente!


5 comentários:

Anônimo disse...

MANA: QUE BOM VOCÊ TER ESSE ESPAÇO PARA PODER EXTERNAR PRO MUNDO ESSE SENTIMENTO VERDADEIRO , PROFUNDO, QUE
TAMBÉM É NOSSO ! EM NOME DOS MANOS E DA SANTA MANA, MUITO OBRIGADO !

MANOTÓ 17/03/07

mario corrêa disse...

Prima, muito linda " Meu Orgulho ".
Permita-me fazer dela, " Nosso Orgulho, pois; todos os que viveram
ao lado e perto delas, sabem bem o
quanto elas se deram e continuam a
ser dar a todos. Uma das mais belas
homenagens que já li para alguém.
Parabéns pela verve poética e também pela contagem que continua crescendo. Beijão para vc e familia.

Anônimo disse...

Tia, parabéns pelo texto lindo. A tia Linda merece todas as homenagens possíveis. Sua iniciativa é maravilhosa, só ta faltando falar dos sobrinhos agora.
Beijao no coração. Ado.

Gataláxia disse...

Bjs a todos vcs.Obrigada.

Anônimo disse...

Lindo de morrer, o mais lindo até agora, amo todas elas tb... beijos, Ana.