contador

Hits Since February 12, 2007!

Free Hit Counter by Pliner.Net

Tradutor

Seguidores

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2007

Um minuto de silêncio.


Em qualquer lugar ou qualquer pessoa, hoje faria um minuto de silêncio.
Mas eu não faço!
Hoje grito e grito bem alto.
Grito meu grito de lamento.
O meu grito por nada ter feito.
Ou pelo que fiz, não ter feito direito.
Parabenizo-o meu menino.
Que nem teve tempo de ser meu amigo.
Nada ficou comigo.
Foi pego pela vida.
Ela te escolheu!
E você inocentemente mal viveu, morreu!
Coração nobre e puro.
Você foi escolhido!
Pena não ter vivido para ver o seu feito.
Com todos os seus erros e defeitos.
Antes de morrer mostrou-nos sua herança:
_Uma criança.
O seu nome é Jéssica.
Você falou-me sobre ela.
Aqui em casa, lembra?
Falou-me que gostaria de tê-la trazido.
E eu ainda lhe disse:
-Porque não a trouxe?
Deixe de tolice.
Aqui em casa pode.
Foi a nossa despedida.
Você já estava de partida.
Bendito o dia em que fiz aquela festa.
Bendita lembrança que nos resta.
Você sorridente e eu toda contente.
Você chegando e eu te fotografando.
Você me olhava contente.
Pra variar de minhas bobeiras, besteiras.
Rimos na churrasqueira.
Ultimas lembranças.
O seu tom de pele já diferente.
Não poderia estar mais entre a gente.
Parabéns menino!
Você foi escolhido pela vida.
Parabéns pela sua última atitude.
Você também teve virtudes.
Parabéns pelo seu último gesto.
Agiu correto.
Temos orgulho de você.
Errou?
Não sei...
Eu errei!
Erramos em relação a você.
Hoje não faço silêncio.
Fica aqui meu grito estrondoso de dor e de lamento.
Grito por todos nós:
_ Perdoe-nos!
Você não teve culpa de nada.
Você foi apenas um escolhido.
Você foi um incompreendido.
Perdoe-nos!
Perdoe-nos!
Agora sim me calo e te vejo.
Vejo o seu sorriso meigo.
Sorrindo pra mim.
Sorrindo assim.
Levei bronca, mas não me importo.
Fiz-te sorrir naquele dia.
Rimos pra valer.
Lembra?
Valeu menino!
Valeu!
Obrigada por ter vindo em minha festa.
Em minha casa.
Obrigada pela sua despedida.
Nem sabíamos que estava de partida.
Sei que estas entre Galáxias eternas.
E eternamente pensaremos no que poderia ter sido.
No que poderia ter vivido.
Descanse menino.
Sonhe todos os seus sonhos.
Um dia nos encontraremos novamente.
E eu te prometo.
Juro-te!
Eu o farei contente.
Te contarei todas minhas estórias.
Nem que pra isso leve mais broncas do tio Miguel.
Estaremos no céu!
Nada me importa, já estarei morta.
E nós fluiremos.
E juntos e contentes, ficaremos sorridentes.
Eu te juro e te prometo.
Agora sim eu me calo e nada falo.
Faço um minuto de silencio.
Pra chorar minha saudade.
Meu lamento!
Perdoe-nos!
Psiu...Silêncio!
Um minuto apenas.
Ele está dormindo.
Descanse menino!



.










.

3 comentários:

Anônimo disse...

Tia, fiquei emocionada a ler Um Minuto de Silêncio. Que Deus ampare em paz e alegria ese primo querido, menino ainda, que nos deixou. Tb acho que ele foi um escolhido, não teve culpa de nada, foi mesmo um sofredor. Ana.

Gataláxia disse...

Psiu...Ele está dormindooo.

Gataláxia disse...

Este espação aí acima, não é que eu não sei postar direito, por ser nova em blogs. Sabia?
É meu silêncio.
Deve ter dado uns 10 minutos.
Será que eu conseguiria ficar calada assim?
Por 10 minutos?